Impressões: The Walking Dead Season 2 Episode 1 'All that remains'

Episode 1: All that remains
17 de dezembro marcou a estréia da segunda temporada do jogo The Walking Dead, que é desenvolvido pela excelente Telltale, baseado no universo criado por Robert Kirkman. A primeira temporada foi de grande sucesso, foi considerada o jogo do ano de 2012, e essa segunda chega sob pressão de repetir tal qualidade. Continuar uma história que talvez ficasse melhor sem continuação? Nos colocar no controle da garotinha que defendemos e ensinamos com tanto afinco anteriormente? Será que vai?




O jogo começa com um rápido resumo da primeira temporada, e nos dá controle imediato após o final dela. Uma pequena parte rápida, que existe somente para nos lembrar como é chocante e imprevisível esse 'novo mundo' é, e como Clementine, uma simples garotinha vai sofrer até se adaptar à ele. O jogo de verdade começa 16 meses depois disso, e de cara vemos uma Clementine maior, mais amadurecida. Logo ela fica só, e até ela encontrar um novo grupo ela passará certas difuculdades, e essa é a parte que eu mais gostei. Essa parte em específico me deixou bem angustiado, o jogo consegue transmitir bem esse sentimento. Os novos personagens seguem o padrão dos personagens de antes.

Novos personagens
A jogabilidade continua praticamente a mesma, mas com uma nova interface que confere um ar de novidade à tudo. Algumas partes do jogo lembram muito Heavy Rain devido suas mecânicas. Os gráficos estão lindos, parecem muito melhores que os da outra temporada (não sei se eu achei isso porque re-joguei no Vita recentemente). E uma coisa que me agradou bastante foi a trilha sonora, que parece estar mais presente e imposta, por assim dizer, ela é bem mais perceptível; temos até uma música tema de encerramento (que eu também gostei).

Mas vamos ao que importa: as decisões. Depois de jogar 6 episódios da temporada anterior e de jogar The Wolf Among Us, já dá para perceber o esquema de como serão essas decisões e o que vai acontecer, antes de acontecer. Nesse episódio as decisões que somos obrigados a tomar não parecem ter grande peso, exceto talvez a última, e além disso, uma coisa que me decepcionou um pouco é que as decisões tomadas anteriormente não parecem ter efeito algum na história desse novo episódio, e isso dá para perceber logo no começo. O pior é que aquele DLC '400 Days' que prometia alterar a segunda temporada se mostra inútil, nada do que aconteceu lá é conectado ao que acontece agora, pelo menos nesse primeiro episódio. Espero que nos próximos eles consigam transmitir a importância de ter jogado a temporada anterior.


No geral, tirando o incômodo com relação às decisões, este primeiro episódio me agradou bastante! É muito bom retornar para este mundo e continuar desenvolvendo essa história com nossas decisões!



CONTATO:

theplayerhood@gmail.com
© Copyright 2015 Playerhood. Designed by Bloggertheme9 | Distributed By Gooyaabi Templates.